RELATÓRIO SOCIAL Gelre 2016

Download2

O Relatório Social que a Gelre apresenta anualmente desde 1995 tem a função de complementar as informações do Balanço Patrimonial, apresentando a evolução social da Organização no período.

Vemos este Relatório como meio para manter os stakeholders informados sobre as atividades da Organização para cumprir não somente suas responsabilidades econômicas que são objetos do Balanço Patrimonial, mas também as sociais para com os seus diversos públicos internos e externos.

Está em suas mãos o Relatório Social 2016.

 

QUADRO COMPARATIVO entre as principais formas de contratação de trabalho no Brasil.

Download2

Existem muitas variações nos tipos de contrato de trabalho no Brasil, e para esclarecer as principais dúvidas de empresas e profissionais, apresentamos o quadro comparativo (para download) com as principais formas de contratação.
Conhecer os principais formatos listados neste quadro já é suficiente para compreender quais são os modelos mais adequados para contratar um profissional.
A Organização Gelre está à disposição para orientar sua empresa sobre qual modelo deve ser utilizado, pois em todos os contratos há variações de obrigações tanto para a empresa como para o empregado.

 

CARTILHA – Discriminação nas Relações do Trabalho.

Download2

No ambiente de trabalho a discriminação pode ser praticada em várias fases. Esta cartilha relata quando e como ela pode ocorrer, além de apresentar os principais tipos de discriminação existentes nas relações do trabalho e as formas de evitá-la.

 

COLETÂNEA 5 – A terceirização como estratégia competitiva nas Organizações.

Download2

Este é o quinto tema a ser apresentado pela Gelre Coletânea – Série Estudos do Trabalho -, iniciativa da Gelre, empresa especializada em Relações Humanas no Trabalho. A exemplo dos anteriores, este ensaio inédito resulta da parceria entre a empresa de RH e uma universidade, no caso a Federal de Santa Catarina onde o autor atua como professor. Essa série visa colaborar com o desenvolvimento da rede de relações que envolvem o setor trabalhista no Brasil, desta vez provocando a discussão sobre a terceirização e sua utilização no mercado de trabalho brasileiro.

 

 COLETÂNEA 4 – Nossa terra tem mais vida: Agricultura e emprego na virada do milênio.

Download2

Trata-se da quarta edição da Coletânea Gelre – Série Estudos do Trabalho, que apresenta o perfil da evolução do emprego rural no Brasil, a partir de uma perspectiva histórica além de apresentar perspectivas de emprego, apontando oportunidades e restrições do mercado de trabalho rural no país. A pesquisa é de autoria do professor Henrique de Barros (economista, professor da UFRPE e Fundação Joaquim Nabuco, Recife), que desenvolveu o estudo por meio de uma parceria com a Gelre.

 

COLETÂNEA 3 – Sexo Frágil? Evidências sobre a inserção da mulher no mercado de trabalho brasileiro.

Download2

Trata-se da terceira edição da Coletânea Gelre – Série Estudos do Trabalho, que apresenta a evolução da taxa de atividade e desemprego da mulher, analisando os diferenciais de rendimento por sexo e as questões relativas à discriminação no mercado de trabalho. A pesquisa é de autoria das professoras Ana Flávia Machado, Ana Maria Hermeto Camilo e Simone Wajnman, da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, que desenvolveram o estudo por meio de uma parceria com a Gelre.

 

COLETÂNEA 2 – Os Jovens no Mercado de Trabalho no Brasil.

Download2

A pesquisa é a segunda da Coletânea Gelre – Série Estudos do Trabalho. Resulta de uma parceria entre a Gelre e o Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, um dos centros brasileiros de excelência no ensino e pesquisa e economia. Apresenta a taxa de desemprego de jovens em diversas regiões do País, associando este cenário às condições sócio-econômicas deste público, bem como à qualidade de ensino das escolas.

 

COLETÂNEA 1  – Brasil – estagnação e crise.

Download

A pesquisa é a primeira da Coletânea Gelre – Série Estudos do Trabalho. Resulta de inovadora parceria entre a Gelre e o CESIT – Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho, da Unicamp. Apresenta as consequências sociais do baixo crescimento econômico e da queda da participação dos rendimentos do trabalho na renda nacional nas principais capitais do País, cobrindo o período de 1981 a 2002.